11 setembro 2012

O lado negativo dos cupões de descontos

Os portugueses, iludidos pelos descontos, renderam-se aos sites de promoções mirabolantes e de descontos. Mas, na euforia, aumentam os casos mais dúbios com relatos de empresas que fecharam portas ou produtos que nunca chegaram ao destino.

Um amigo, depressa descobriu que o restaurante para onda havia feito uma reserva, tinha fechado as portas.

Muitos consumidores destes produtos com grandes descontos, assumem-se como conhecedores do negócio, mas muitos deles já enfrentaram problemas.

Um dos clientes chegou a enviar 46 emails para a loja dos grandes des contos e ainda assim não viu a sua situação resolvida.

A empresa que fazia excelentes promoções... havia fechado.

Depois existem procedimentos fora do conhecimento do grande publico e dos consumidores que efectuam a sua primeira experiência nas compras online.

Eu mesmo deixei expirar o prazo para levantar o artigo e quando vi mesmo o caso perdido.
Decidi solicitar cópia do contrato e estava decidido a levar o caso por diante, com participação à DECO e outras entidades.

As queixas têm vindo a crescer de forma gradual. Embora muitas empresas de descontos tenham vindo a melhorar os seus seviços, continua a verificar-se uma tendência de desresponsabilização por parte destas empresas.

Assim, a Associacao de Defesa do Consumidor DECO, tem vindo a registar um crescente numero de queixas.

No topo da lista das queixas é comum encontrarem-se relatos de compras mal sucedidas nos sites de descontos. Os casos multiplicam-se e as situações que mais preocupam prendem-se com a falta de informação sobre os produtos ou serviços à venda.

Grande parte das queixas relacionam-se com prazos ultrapassados de entrega dos produtos que nem sequer chegam ao comprador ou se serviços prestados por empresas que entretanto fecharam.

Mesmo assim, os portugueses estão cada vez mais rendidos às "pechinchas" dos descontos online, pelo que já existem em Portugal cerca de 40 empresas de desconto online.

Sem comentários: