28 agosto 2013

As fuzões politicas

Diz-se e sabe-se que o ministério actual nasceu da confederação de differentes parcialidades políticas, esquecidas com esse intuitos de mútuos aggravos, e antigos ressentimentos.
A oppozição, que se faz ao governo é principalmente derivada d'essa convenção política, que elevou ao poder homens de differentes procedências partidárias, e reprezentantes de oppostas escolas governamentais.

Jornal do Porto
Jornal do Porto

É necessário que se saiba o que há de repreensível no modo de ser da actual situação, ou o que tem de exagerados e improcedentes os argumentos, que se levantão contra a organização e conservação do ministério.

Esta questão não é de hoje, nem de hontem, é uma questão de alta doctrina política, versada e discutida desde que há governos constitucionais, e oppozições políticas, decidida sempre ao calor das circunstancias, e das conveniencias peculiares de cada situação.

Hoje é uma imoralidade, amanhã será uma exigenciados acontecimentos, ou uma necessidade da epocha.
Não se pode decidir no largo campo das abstracções doutrinais, prescindindo dos accidentes da politica, e dos acazos e indicações das oscillações partidarias.

fonte:
O Jornal do Porto, 1859

Sem comentários: