08 fevereiro 2011

A pressão continua

Portugal cada vez mais distante da intervenção externa mas as taxas persistem acima dos 7%. Várias casas de investimento consideram que o facto de Portugal ter conseguido vender 3,5 mil milhões de euros de dívida pública na passada segunda-feira (7) coloca o país mais distante da necessidade de ter de ser socorrido pela comunidade internacional. No entanto, ainda é cedo para respirar de alívio, pois o mercado continua a pressionar.

Sem comentários: